ColunaEllington (2)

Aquilo que vivemos é reflexo de como enxergamos o mundo?

Já teve a sensação de que a vida parece mais fácil ou mais generosa para algumas pessoas?
 
O interessante é que raramente paramos para observar que esses tais “sortudos” exalam uma leveza, otimismo e até mesmo uma fé incansáveis nas coisas boas da vida.
 
A verdade, é que quanto mais estudamos, mais nítido fica que a mente humana é dotada de filtros, configurados com informações que trazemos desde a genética até nossas experiências mais recentes.
 
Diz a neurociência e experiências na área da biologia tem comprovado, que as vivências e estímulos marcantes do presente, tem poder superior aos nossos registros hereditários.
Isso quer dizer que, todos os dias escolhemos e estruturamos os cenários da realidade na qual viveremos. Fazemos isso desde as pessoas com as quais nos relacionamos, os lugares que frequentamos, a qualidade dos temas das conversas que temos com as pessoas dos nosso convívio, nosso estado de humor e outras variáveis comportamentais. Tudo que repetimos constantemente são decisões que tecerão a arquitetura da nossa mente. Essa estrutura voltará nossos olhos e nossa atenção e replicará padrões automáticos de resposta de forma insconsciente.
Isso quer dizer que enxergaremos mais aquilo que estamos melhor condicionados pelos estímulos que mais repetimos e padrões de atitudes mais frequentes.
 
É onde nos acostumamos ao estresse, alimentamos comportamentos destrutivos e a vida entra numa elipse de acontecimentos ruins, relacionamentos são prejudicados ou mal constituídos, acordos desvantajosos e uma série de outras respostas aos filtros que nós mesmos geramos, 99% das vezes, sem perceber.
 
Ou exatamente ao contrário. A vida pode até nos surpreender com adversidades, mas com os olhos voltados ao “lado bom”, sempre encontraremos soluções, ou até as criaremos, e aquilo que seria nossa derrota, pode ser tornar a grande virada na nossa vida e na de outras pessoas.
 
Os fracassos frequentemente escondem grandes vitórias. Enxergam aqueles olhos treinados para tanto e as mentes pré dispostas ao sucesso.
 
Um caso prático disso é a história de vida do empreendedor Geraldo Rufino, da JR Diesel, que narra aos risos o fato de já ter quebrado umas seis vezes, sendo que a última o deixou com uma dívida milionária. “Todas as vezes que eu quebrei, eu dei um upgrade”, disse Geraldo em uma entrevista à época negócios.
Empreendedores que visitam a empresa dele em busca de inspiração, saem de lá impactado com o clima e um detalhe chama atenção, frases espalhadas por toda a estrutura da empresa, dentre elas: PENSE POSITIVO e GRATIDÃO.
 
Enxergar o sol nascer, ou nem perceber que ele está lá, depende somente de quem o contempla. O sol nasce para todos, até mesmo nos dias de chuva. Tudo é uma questão de perspectiva.
 
Estímulos. Acredite, eles funcionam. Experimente!
—————————————
Vanessa Milis

Palestrante, escritora e coach.

Sonhadora incorrigível e realizadora incansável, com o propósito de despertar e habilitar o potencial realizador humano.

#realizaçãointegral
#coaching #coach #transformaçãointegral #vidaplena #inflow #deixefluir