ColunaEllington (2)

ENSAIO SOBRE A SIMETRIA

 

Quando pensamos em simetria logo vem a nossa mente a questão do equilíbrio, que é desejável por todos.

A simetria é o equilíbrio entre as partes, entre os dois hemisférios.

É a perfeição do modelo matemático, e por sua vez, a matemática é a única ciência perfeita.

Não possuímos simetria em nosso corpo físico. Os lados do rosto separados pelo eixo vertical que passa pelo centro de nosso corpo não resulta em igualdade.

O lado esquerdo do cérebro e o direito também possuem diferentes funções.

Um projeto com simetria apresenta harmonia e estabilidade; o sonho dos engenheiros, por facilitar a concepção estrutural e gerar economia na execução da obra.

A simetria nos projetos arquitetônicos proporciona o equilíbrio e facilita a compreensão; organização e mobilidade.

Simetria facilita a assimilação do contexto da paisagem. Praias com costões semelhantes nas duas extremidades conferem sensação de segurança e beleza.

Na música e na arte foi, e continua sendo, empregada com frequência por renomados artistas e músicos, na busca da perfeição.

A gangorra funciona quando há o equilíbrio entre os dois lados, de outra forma não haverá sintonia; e a brincadeira deixa de acontecer.

Harmonia e compensação.

Equilíbrio das forças na física, onde o somatório é zero devido a simetria.

Isostasia. Tudo tende ao equilíbrio na natureza. Lei de conservação de energia. Os diferentes se atraem não é uma afirmação verdadeira.

Quem torce para um time ou é adepto de um partido político, ou ainda que professa uma fé, gosta de estar em meio àqueles que compartilham suas preferências, inclusive sentindo repulsa, em casos mais extremos, por quem pensa de modo contrário.

Contudo as diferenças nos fazem crescer, isto é certo. proporcionam aprendizado, desenvolvendo a tolerância, um caminho para a evolução.

Sendo nosso objetivo comum a evolução espiritual, quando todos alcançar-mos a plenitude, não mais haverá diferença.

Todos serão perfeitos, e a perfeição não permite opostos, ou o diferente, pois, se assim o fosse, um dos dois não seria perfeito.

Se um deus de uma determinada religião é perfeito e é diferente do deus de outra religião, um dos dois deixaria de ser perfeito e, portanto, não seria Deus.

Não há coincidência, os acontecimentos; os pensamentos; os eventos de modo geral encontram as pessoas no momento em que estão em sintonia, em simetria com o que lhes ocorre.

O mestre aparece quando o discípulo está pronto.

Quando estou preparado para receber uma informação; um conhecimento, o simétrico me encontra.

A perfeição é simétrica à perfeição, ao que é perfeito.

O belo atrai e é atraído pelo belo.

O imperfeito se (des) equilibra na imperfeição.

Iguais se atraem e se harmonizam.

Opostos se repelem por não conseguirem conviver em paz.

A simetria perfeita é produzida pelo espelho.

Quem você enxerga no espelho? Gosta do que vê?

 

Ellington Colombi Martins

Palestrante a 11 anos, apaixonado pelo desenvolvimento humano através da espiritualidade, coordenador de grupo e estudos holísticos e espiritualistas, Engenheiro Civil, especializado em Gestão Estratégica de Negócios e convicto de que podemos transformar o mundo ao redor através da nossa própria evolução.

4 comentários sobre “ENSAIO SOBRE A SIMETRIA

Os comentários estão encerrados